Entrar

  • Categoria Asfalto
  • Acessos: 700
  • Imprimir, Email

Imagem enviada por e-mail

- Qualidade dos carros e disputas internacionais são outras vantagens

- Gerida por brasileiros, o Team Ginetta USA é uma das principais equipes da Flórida e possui 14 modelos ingleses à disposição dos pilotos
- Equipe voltou ao pódio na etapa do último fim de semana, em Homestead

A primeira impressão causada nos pilotos brasileiros pelo aumento do dólar é que correr fora do país, em especial nos EUA, tornou-se um mal negócio. Na ponta do lápis, no entanto, a realidade é bastante diferente, principalmente se as provas escolhidas forem as de turismo. A comprovação vem de uma análise de ofertas de provas realizadas na Flórida, por exemplo, em que o custo por corrida é inferior ao de competições nacionais com equipamento semelhante.

O Team Ginetta USA, dono de uma frota de 14 modelos ingleses de competição da marca homônima, é uma das principais equipes de automobilismo da costa leste norte-americana e oferece a seus clientes benefícios que não podem ser encontrados em nenhuma categoria nacional. Entre eles estão a oportunidade de pilotar carros produzidos especialmente para competições, por um dos fabricantes mais respeitados do mundo.

"Como competimos muito tempo no Brasil antes de criar a estrutura norte-americana, tivemos sempre a preocupação de oferecer aos nossos pilotos, principalmente aos brasileiros, algo melhor do que poderia ser encontrado no país. Ao longo das três temporadas completas que disputamos com a equipe, tivemos muitas oportunidades de melhorar ainda mais o projeto original, e o resultado isso foi a conquista de cinco títulos e de dois vice-campeonatos neste período", disse Adolpho Rossi, fundador do time. O Team Ginetta USA já teve em sua lineup de pilotos nomes como Cacá Bueno, Felipe Fraga e Nonô Figueiredo.

Valores em Reais ¬- Se a cotação do dólar frente ao Real estivesse nos níveis de 2014, não seria exagero dizer que a participação em provas nos EUA com os modelos Ginetta seria uma verdadeira pechincha. A proporção de quatro para um reduziu os benefícios oferecidos pelas categorias norte-americanas, mas não os extinguiu por completo. A nova realidade de mercado exigiu a implementação de um projeto de redução de custos por parte da Ginetta USA, e o resultado foi a manutenção da competitividade na disputa pelo público brasileiro.

"Para competir na Flórida nossos pilotos investem entre 36 e 50 mil dólares por ano para um acordo de seis corridas. Isso significa algo entre R$ 145 e R$ 200 mil para a disputa de um campeonato que tem provas de três, quatro horas de duração cada onde normalmente correm dois pilotos por carro. É quase o que se gasta para correr em um torneio estadual no Brasil, mas com um quilômetro rodado bem mais barato e com a vantagem de serem corridas internacionais, com carros rápidos e seguros como os Ginetta", completou Alline Cipriani, esposa de Rossi e co-fundadora da equipe. "Caso o piloto dispute apenas uma das seis provas, o investimento por etapa varia de R$ 30 mil a R$ 40 mil", acrescentou.

Segunda etapa da temporada ¬- No último fim de semana o Team Ginetta USA esteve no circuito de Homestead, na Flórida, para a segunda etapa da temporada 2015/2016 do FARA (Formula & Automobile Racing Association). A prova, denominada Homestead 500, é uma das mais clássicas do ano por utilizar o circuito misto da pista da Flórida, aproveitando as curvas 3 e 4 do oval onde são realizadas provas da Nascar. O Ginetta G55 conduzido por Rafa Matos, Adolpho Rossi e Paulo Totaro fechou a disputa no pódio, ficando em segundo na classe MP-1B e em sétimo na classificação geral. A próxima etapa do FARA está marcada para o dia 3 de abril, no evento denominado Spring Challenge.

Texto: BestPR Comunicação
Foto: Rodrigo Ruiz

Avatar

Alex Zuotoski

Fundador do site Espaço Automotivo, BluWeb e mais recentemente do Portal Zpeed. Trabalho também com Serviços de Informática. Formatação, suporte, manutenção em softwares, antivírus, atualização de equipamentos (incluindo servidores), desenvolvimento de websites.
redes facebookredes facebook
redes facebookredes facebook
redes facebookredes facebook
redes google+redes google+
Adicionar Comentário
  • Nenhum comentário encontrado

Isso também pode te interessar

Entrar ou Registrar-se